Vigilância Sanitária e Controle de Vetores chamam atenção para o combate ao mosquito Aedes aegypti


Os setores de Vigilância Sanitária e Controle de Vetores de Sales Oliveira chamam a atenção para o combate ao mosquito Aedes aegypti. Com a chegada do verão, época de maior incidência de casos de doenças, os cuidados da população e do poder público devem ser redobrados.

O estado de São Paulo registrou neste ano um aumento de 46% de casos de dengue, com 2912 novas notificações, até novembro, em relação a 2017. A infecção é causada pelo mosquito que também transmite a zika, chikugunya e febre amarela.

Os dados foram divulgados pelo governo do estado de São Paulo. Segundo os números Sales Oliveira encontra-se em estado de risco, pois de acordo com o Índice de Infecção Predial (IPP), foram encontrados 9,4 recipientes de água com presença de larvas para cada cem casas visitadas.

O poder público tem intensificado ações de combate e prevenção do vetor, com arrastões de limpeza pela cidade, campanhas informativas e panfletagens. Porém para resultados mais efetivo, é necessária a colaboração da população, ajudando na fiscalização e descarte adequado de materiais inservíveis.

O Mosquito

Quem transmite as doenças são as fêmeas, pois se alimentam de sangue para maturação dos ovários e desenvolvimento dos ovos.

Para cada lote de ovos o sangue pode ser retirado de apenas um indivíduo, mas devido a uma característica chamada de “discordância gonotrófica”, ela pode picar mais de uma pessoa e caso esteja infectada com algum vírus, injetará em suas vítimas.

Durante toda sua vida de 30 dias, pode colocar em média 300 ovos, durante os três ciclos reprodutivos, sendo que em cada um destes períodos podem colocar de 60 a 120. Portanto é preciso a prevenção.

Anterior Justiça determina que Unimed retome consultas e procedimentos de pacientes que já haviam sido autorizados
Próxima I Workshop Sobre Abelhas Sem Ferrão de Sales Oliveira reúne cerca de 100 participantes

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *