Justiça determina que Unimed retome consultas e procedimentos de pacientes que já haviam sido autorizados


Em liminar expedida nesta quarta-feira (5), a Justiça determina que a Unimed retome as consultas e os procedimentos de pacientes que já haviam sido autorizados, pelo plano de saúde, até a data do encerramento do contrato: 2 de dezembro.

A decisão é do juiz Iuri Sverzut Bellesini, da Vara Única do Foro de Nuporanga. Em caso de desacato, haverá para a operadora pena de multa de R$ 1 mil por descumprimento, com teto de R$ 30 mil.

O Departamento Jurídico da Prefeitura estuda novas medidas para ainda tentar prorrogar o contrato por mais um período, — até a fase de transição para a São Francisco Saúde, — que venceu a licitação e será a nova operadora do plano de saúde dos servidores municipais.

Assim que houver novidades sobre o assunto será amplamente divulgado pela Administração Municipal à população.

Anterior Corais fazem apresentações natalinas e encantam público no Centro Cultural Santa Rita
Próxima Vigilância Sanitária e Controle de Vetores chamam atenção para o combate ao mosquito Aedes aegypti

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *