Janeiro roxo: mês de prevenção à hanseníase


Janeiro é o mês de prevenção da hanseníase, sendo simbolizado pela cor roxa.  De 2012 a 2016, de acordo com o Ministério da Saúde, foram detectados 151 mil novos casos da doença no Brasil.

Ao notar os sintomas é importante procurar um profissional da saúde, entre médico e enfermeiro. O diagnóstico é clínico epidemiológico, ou seja, sem a necessidade de resultado laboratorial.

O tratamento é gratuito e realizado com a ingestão de medicamentos com doses reguladas e oferecidas pelo serviço de saúde. Percebendo alguma alteração na pele, procure o Departamento de Saúde

Fique atento aos sintomas:

  • uma ou mais manchas esbranquiçadas, avermelhadas ou amarronzadas em qualquer parte do corpo com diminuição ou perda da sensibilidade ao calor, à dor e ao tato, a pessoa se queima e se machuca sem perceber;
  • caroços e inchaços no corpo, em alguns casos avermelhados e doloridos; 
  • dor e sensação de choque, fisgadas e agulhadas ao longo de nervos dos braços, mãos, pernas e pés; 
  • áreas da pele com diminuição dos pelos e do suor; 
  • engrossamento do nervo que passa no cotovelo, levando à perda da sensibilidade e/ou diminuição da força do 5º dedo.

                                      (Fonte: Ministério da Saúde)

Anterior Após desmoronamento, trecho da Rodovia Waldir Canevari está interditado em ambos os sentidos
Próxima Prefeito Dr. Edmar visita sistema de captação de água e reservatórios

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *